terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Vastidão .

Pensamentos que não cessam,
idéias pouco plausíveis  a mentalidade humana desta Terra.
fantasias nada razoáveis a quem deva somente existir para sobreviver.
"São só ilusões",  indaga a minha mente, que insiste minha aprovação
e é perseverante a tal ponto que chega a sufocar,
a latejar o coração que hoje pulsa nem sabe direito o por que,
mas optou por não parar nesse instante em que as confusões desafiam até a mente mais sã.
Esse atordoamento  todo somente engloba o que não deveria ser por si só
apenas trafega entre redemoinhos que não deveriam surgir por meio de aguas tão amenas.
Invade a alma, que reflete-se como um espelho nos olhos opacos,
estes que a muito perdeu o brilho e agora, vive por perturbar sem ousar da necessidade das palavras.
Aqui a imaginação já se torna mais turva e ainda menos compreendida

E nos vários momentos eu corro, tão rápido que começo a flutuar, levitar, passo a voar
é uma sensação única, é satisfatória compulsoriamente
um sentimento de liberdade extraordinário, inexplicável.
aguçado pelos sentidos que, por hora, são inovadores.
O local torna-se íngreme, o chão se desfaz até formar-se ruínas em pedras
e acima deste penhasco, fazendo parte de um celeste céu azul piscina
vejo-me só.
e liberdade alguma vale viver nesse vazio.
De toda a luz que o Sol e as estrelas proporcionam nenhuma, durante dias, pôde iluminar meu breu.
esteve vago, frívolo, estive no vácuo.
Toda essa solidão que me fez pousar, andar, buscar 
a tal da felicidade que nem no céu, em meio a todo aquele infinito, pude encontrar.
Hoje vivo escrevendo e assim consegui ir ainda mais longe:
Aprendi a voar sem sair do lugar.
Podem me chamar de boba, poeta e sonhadora.

mas sabe, andar a pé fica chato quando se aprende a voar ;D

22 comentários:

Renato Sneijder disse...

legall gostei muito agora q vc e uma mulher muito culta escreve dificil se continuar assim vou ter q usar um dicionario na proxima vez rs
beijaooo e fica com Deus

Stephane Many disse...

HOHO'
eu ia amar te fazer usar o google
'66
haushaushasus
aiin meu bem
muito obrigada pelo apoio.
Beijoos ;*

Pri disse...

Muiito legal o textinho! Nossa, amei mesmo! Me identifiquei com várias coisas...

beijinhos
http://www.deliriosdeconsumo.com/

Stephane Many disse...

brigada Pri (:
volte sempre ;]

Leitinho disse...

Só tem que tomar cuidado pra não cair durante o voo. Mas, se acontecer, aqui em baixo tem alguém pra te segurar, caso necessário.

Stephane Many disse...

E eu confio como quem voa de olhos fechados *-*

Queem T ! disse...

agradeço a visita ao meu blog , tudo de bom e sucesso com o blog.

Stephane Many disse...

;]

Israel disse...

Obrigado por visitaar meu bloog :) Vi o seu akii e achei muito interessantee hauahauhauahauhaua bem legal e vc escreve bem ;). bjoo

Stephane Many disse...

Brigadão Mox =D
Também escuto sempre tua rádio.
Saudade nela :}

beijo e volte sempre ;D

Anônimo disse...

ameeeei seu blog demaaaais *-*
Beijinhos...

Casillero del Kris disse...

Vou fazer um breve comentario na frase final do seu post..."andar a pé fica chato quando se aprende a voar"... Quando criança tinha esse anseio, de voar, que criança nunca tentou? rs... Mas em se tratando de voar neste universo da imaginação, posso dizer que hj, certamente, não tem graça andar a pé... Vamos viajar, voando neste mundo de palavras soltas, a espera de que nós a organizemos e transformemos em emoções...


forte abraçOoo

Stephane Many disse...

Obrigada Anônimo, queria pedir que você assinasse o nome da próxima vez.
Somente pra eu saber a quem agradecer (:

Stephane Many disse...

Ah, somente quando criança ?
Eu até hoje sonho tanto em alçar asas ><
haushasuhasuhasus.
Sim, vamos viajar na imaginação enquanto isso,
afinal, quem descobre essa mágina nunca para de planar =D

Um forte abraço também =]

A Saga Auréola disse...

Nossa,que dom você tem de manusear as apalvras tão bem.
Parabéns,me apaixonei a primeira visita pelo teu lindo e expressivo blog.

Beijos e siga meus anjos.

http://sagaaureola.blogspot.com

Stephane Many disse...

Nossa,
estou muito grata pelo seu comentário.
Muito Obrigada *-*

Adilson Guimarães disse...

E pra quem já teve o sal em sua boca e o doce do olhar ao vento, nessa falta tudo parece sem tempero... Tão pesado quando sem gosto! Lindo texto, mais um...

Izadora m. disse...

Retribuindo sua visita, amei o seu blog gata, suas palavras são lindas ! Estou te seguindo *-*


http://izadorasanches.blogspot.com/

Stephane Many disse...

Brigadão cara.
O mesmo a você Isadora *_*

Karina Alonso disse...

ah que bom que você gostou do meu blog e obrigada por visitar *-* to seguindo também :*

Stephane Many disse...

;*

Stephane Many disse...

;*