terça-feira, 8 de março de 2011

Ela e a Outra

Ela agrada à todos ao seu redor
A outra somente quem conhece bem
Ela ama infinitos inacabados
A outra tem infinitos muito reservados
Ela sente ainda mais
A outra tenta sentir somente o que lhe faz bem
Ela chora sempre
A outra engole cada lágrima a seco
Ela diz não se aguentar
A outra é segura demais pra poder chorar
Ela fala o que pensa
A outra pensa em segredo até
Ela pensa demais em amar
A outra ama demais somente por pensar
Ela aconselha bem
A outra poucos bons conselhos tem
Ela diz quase morrer de infelicidade
A outra mente muita felicidade
Ela diz precisar de mão que a ajudem a levantar
A outra se levanta por não poder mais esperar
Ela têm os pés ficados na realidade
A outra voa em sonhos sem verdade

Ela parece ter conseguido todo o amor que tanto esperava
A outra  de tanto sonhar vai continuar sem aquele que tanto amava.

Achei jogado na bagunça dos meus rascunhos ;D Tipo, de um ano atrás :s

Um comentário:

Adilson Guimarães disse...

Um segredo da minha artista preferida revelado, haha... Sorte nossa de poder ler agora mesmo depois de algum abandono. Somo elas e eles jogados por ai, puras consequências das nossas tentativas de sermos outros e outras. Idealizamos sermos outros, diferentes, perfeitos enquanto pelas circunstâncias nossas e a nossa volta conseguimos ser apenas ela e ele, iguais a eles aparentemente, mas ninguém nem desconfia do turbilhão de ideologias que corre em nossa veia e pulsa em nossa coração. Nem desconfiam... Não é mesmo?