quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

- Ah, decidi \õ



Hoje acordei afim de esquecer todos esses problemas que me cercam, quero deixar essa nostalgia de lado e pular a parte de sofrer.  Quero sair e dançar até a perna doer, então sentar conversar e rir até a barriga qse explodir. Quero me animar e esquecer que pessoas ruin realmente existem e que a tristeza caminha sempre ao lado de bons sentimentos. Estes seguem com um enorme vázio. Quero me apaixonar pelo brilho do Sol, beijá-lo e namorar uma brisa suave que possa me acariciar e andar de mãos dadas comigo. Quero ouvir os pássaros e cantar junto com eles como se conhecesse a música. Afinal, nunca fui de mostrar nenhum vestígio de tristeza. Ahhhhhhhhh . Vou começar saindo daqui ;*


5 comentários:

Anônimo disse...

Esse é o tema mais comum de seus textos. Libertar-se de si mesmo.


Adivinha quem é? :P

Stephane Many disse...

Talvez seja porque apenas nós mesmos somos culpados de nossas atitudes (:

Jéssica Müehlbauer disse...

QUE TEEEEEEXTO EIM *-* também ando com essas vontades ultimamente, haha. Amo seu blog

Stephane Many disse...

Tbm amo o teu gata (:
Sim, vontade de se libertar \õ

beijo ;*

Anônimo disse...

Isso é tão natural que chega a ser óbvio. Mas querer libertar-se de si mesmo por suas atitudes é um problema existencial, já que o que você faz tange diretamente o seu eu. Hoje já te conheço a algum tempo, e vou arriscar: não são suas atitudes, mas si a forma que você lida com elas.

No fim já cantei a pedra faz muito tempo... Experimente não ser tão egoísta, deixe as coisas fluírem e verá que não será mais necessário fugir do espelho. =)

Amo você, morubeijos.