quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

... '

Ando meio triste comigo mesma, tenho levado uma surra do destino, compartilhando comigo os erros que eu mesma cometi. São todos conseqüentes dassas opções que eu tive que tomar. não me sinto satisfeita, mas tenho feito o máximo pra manter minha cabeça erguida. "Mantenha a fé"; "Siga em frente"; minha conciência tem sido caridosa comigo, mesmo tão pagã. em um momento joga em meu rosto o entrelaço das faltas que eu cometi, depois me defende de mim mesma, me levanta, junta meus cacos estarrilhados do chão e me pede pra continuar. É dificil andar no escuro, se a luz que me guiava hoje não segura mais a minha mão. Pior ainda é viver do vão e das fagulhas que passam pelo túnel e nunca seguem a mesma trilha que eu. Insegura ? Não, apenas acostumada a ter um colo com quem possa descançar nas noites de virgília. Não há apoio e meus pés se cansam de viver em base das mentiras que eu crio pra ter a completa certeza que vai ter apenas uma fagulha acesa sempre. Esta não vai me guiar, nem me esquentar, tão pouco me ajudar a enxergar melhor, mas com certeza enganará-me-ei com ela até achar que assim eu me sinto um pouco melhor.

5 comentários:

beatriz . disse...

é melhor não ter fagulhas acesas, do que uma fogueira de enganações. Pensa nisso (y)

Stephane Many disse...

talvez essa fogueirinha acabe esquentando o bastante a ponto de queimar certas coisas da memória. Correr pra pegar a lenha e ver se a fagulha se torna mais que uma chaminha passageira tbm pode ser divertido (:
sentimentos ruins são momentâneos e acontecem de qualquer forma.
algumas fagulhinhas acesas fazem bem nessas hrs .

beatriz . disse...

mas fagulinhas podem queimar, e ninguém gosta de cicatriz de queimadura (: e a fogueira não queimaria marcas, apenas deixaria outras por cima, e tudo pode tornar a ser lembrado .

Pri disse...

Super me identifiquei com o texto. To tão desanimada hoje, espero que passe logo. Dizem que tudo na vida passa né?

beijinhos
http://deliriosdeconsumosa.blogspot.com/

Stephane Many disse...

As vezes não há escolhas Beatriz. Só isso.
Eu não concordo que tudo passe Pri, como Beatriz disse, tudo volta a ser lembrado,
também espero que passe por você (yn)


Beijoo ;*