sábado, 24 de julho de 2010

Espetáculo .

Talvez coincidências não existam e o destino seja impróprio para fazer vidas perfeitas umas pras outras se cruzarem entre si. Já que a vida é tão insensível aos olhos de quem ama e tão monocromática às pessoas que sentem algo semelhante ao amor, melhor que sintamos por nós mesmos a felicidade que esperamos que o destino nos dê. Porque sua própria segurança é algo que o acaso não pode em momento algum tirar de você. E embora a vida tente produzir mera circuntância de tristeza, tal fraqueza há de ser a sua mais sútil fortaleza. Basta torná-la pouco percepitível aos expectadores, a platéia não precisa saber o segredo das suas mágicas, sejam elas sorrir quando menos precisa, surpreender quando menos se espera, dançar quando não houver música e escrever poemas quando não tiver miníma inspiração. Eis que brotam os textos mais belos de aromas agradantes cujas palavras ruflam notas que soam como orquestra à corações necessitados de seu declinío e serenidade. Se o destino pérvido não tira de você sua vara de condão, que será ele para desfazer sua vontade de buscar ser feliz? Escreva sua história pensando minuciosamente em cada trecho que você findar, pois ao seu alcance não há borracha e a platéia prepara sempre sua melhor vaia para o fim do show.

Texto tirado de um dia qualquer sem nenhum tipo de inspiração '

3 comentários:

Pri disse...

"melhor que sintamos por nós mesmos a felicidade que esperamos que o destino nos dê"
Amei esse trecho, super verdade!

beijinhos querida
http://deliriosdeconsumosa.blogspot.com/

Lucas disse...

Se você escreve isso sem inpiração
Imagine com inspiração xD
HAHA
gostei muito do teu espaço Many

Stephane Many disse...

Sim, sim . Verdade entendida por todos mais efetuadas por poucoos .
Ah, minha flor, volte sempre ;D

Luquinhas, aqueles sem inspiraçãoo que vêem do nada saão tão melhoores.
As palavras Fluem.

Te adoro cara *Q*